Considerações no treinamento das mulheres

Com o número crescente de mulheres atletas, a corrida, além de outras modalidades esportivas, tem contado com um incremento muito grande no respeito de sua comunidade em relação ao antes dito “sexo frágil”. Sem perder a feminilidade, as atletas contemporâneas demonstram o mesmo profissionalismo, ou seja, a evolução da postura de atleta em relação ao seu desempenho, que os representantes masculinos. Isto é, mulheres atletas estão equiparadas aos homens atletas em todos os sentidos.

mulher atleta

Igual, mas não o mesmo

O corpo da mulher merece uma análise e um direcionamento do treino diferenciado. Devido algumas diferenças entre estruturas articulares do corpo da mulher, estas tem maior probabilidade de sofrer com dores ou lesão nos joelhos.

Saiba mais sobre a condropatia patelar >
Predisposição da ruptura ligamentar no sexo feminino >

Treinamento das mulheres

Um treinamento funcional com exercícios específicos direcionados para a musculatura abdominal (core) e para os músculos estabilizadores do quadril é a melhor opção para esses casos. Outra coisa importante para melhorar a eficiência do corpo, é diminuir o uso de máquinas durante o treinamento, ou seja, trabalhar com pesos livres e outras ferramentas que possibilite executar movimentos em diferentes direções, permitindo assim que os músculos estabilizadores trabalhem.

Tríade da mulher atleta, saiba o que é >
Treinamento para evitar lesões ligamentares >

Um programa de treinamento bem elaborado deve conter os seguintes elementos, sendo que cada um deve servir de base para o outro:

  1. Flexibilidade;
  2. Estabilidade;
  3. Força;
  4. Potência (para esportistas);

Referências

Compartilhe essa informação!
Esportiva-Brasília
Esportiva-Brasília

Dr. Márcio R. B. Silveira, criou a Clínica Salus Ortopedia e Fisioterapia em Brasília-DF, para atuar principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural, através de protocolo exclusivo baseado na análise cinemática da marcha.

No Comments

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *